PUBLICIDADE
Barragens de captação de água operam com 81% de capacidade e não comprometem abastecimento em Itu 14 jun 2018 | 5 visitas

(Foto: Divulgação)

O mais recente levantamento de nível dos mananciais que abastecem a cidade mostra que as sete barragens de captação de água operam com 81% de capacidade, na média, de acordo com informações da Companhia Ituana de Saneamento (CIS).
As Bacias São Miguel e São Miguel/Varejão, que abastecem a região do Pirapitingui, operam com 90% e 95%, respectivamente. No abastecimento da região central, atuam as bacias do Braiaiá e São José com 100% de sua capacidade. Bacia do Taquaral/Pirapitingui com 85% e Bacias do Itaim e Gomes com 50%. 
Atenta ao nível da barragem do Itaim, a CIS promoveu a instalação de motor bombas para transportar água bruta de pontos estratégicos até esta represa. Com isso, a autarquia consegue elevar a reserva deste importante manancial que abastece a cidade.
A companhia ainda ressaltou que pode contar com o suporte adicional do sistema Pau D´alho/Mombaça para captação de água bruta, que consegue suprir a vazão das represas com menor armazenamento, como Itaim e Gomes.  Segundo o superintendente da CIS, Vincent Menu, nesta semana iniciam-se as operações deste sistema com energia elétrica, dispensando o uso essencial de geradores movidos a diesel, resultando em mais economia aos cofres públicos e também benefícios ao meio ambiente.  “Ainda temos outras duas frentes de obras avançadas no sistema Pau D´alho/Mombaça , que devem ser concluídas até o final deste ano”, pontua. São elas: a construção da adutora de 600 metros do bairro Santa Laura até a Estação de Tratamento de Água no Rancho Grande – que irá permitir um salto na captação de 80 litros por segundo para 280 l/s. Um marco inédito alcançado pela CIS em uma captação de água bruta para a população ituana.  E também a recuperação das margens do Ribeirão Mombaça, que vai garantir a segurança dos equipamentos instalados no local.
“Hoje conseguimos manter o abastecimento da população com certa tranquilidade. No entanto, não podemos esquecer que período de estiagem segue até outubro. Seguimos em alerta e o uso consciente da água é fundamental”, salienta Menu.

Chuvas 

Segundo o Clima Tempo, mês de maio fechou com uma precipitação de 8,9 mm, volume inferior à média histórica dos últimos 10 anos que é de 64 mm. O volume pouco expressivo não influenciou o nível dos mananciais. No entanto, a queda de temperatura e a colaboração da população na redução de consumo foi determinante para mantermos o abastecimento da cidade com segurança. “Seguimos trabalhando para garantir o fornecimento de água para os ituanos e contamos com a colaboração de todos para reduzirmos o consumo nos imóveis em 30%”, finaliza o superintendente da CIS.

 

(Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Itu)

    Roberta Rocha - Jornalista

    Tempo

    PUBLICIDADE

    Mais Vistos

    1. Dono de adega no Bairro Alto sofre tentativa de homicídio
      1.991 visitas
    2. Boliche Dreams Game inaugura na próxima semana em Indaiatuba
      258 visitas
    3. PAT de Itu tem vagas disponíveis para o trabalhador
      223 visitas